Notícias

11 Mar

Descaso na Guarda Municipal de Sobral é tratado por Moses Rodrigues na Câmara dos Deputados

Na manhã da última quinta-feira (10), o deputado federal Moses Rodrigues (PPS-CE) comunicou em plenário, o estado de greve da Guarda Civil Municipal de Sobral. Em discurso, o parlamentar cearense, que já pertenceu à categoria, frisou a importância da instituição e pontuou o descaso em que a Guarda Municipal de Sobral se encontra nesse momento.

Eu quero comunicar a essa casa que a Guarda Civil municipal de Sobral se encontra em estado de greve. Uma instituição que no próximo ano vai completar 20 anos, mas que hoje sofre com o descaso do chefe do executivo municipal, frisou o parlamentar.

No dia 30 de Janeiro desse ano, a Guarda Municipal de Sobral paralisou as atividades e decretou estado de greve.

Ainda em plenário, Moses Rodrigues destacou a falta de investimento em equipamentos, fardamentos e viaturas, e enfatizou, como ponto principal, a valorização dos profissionais. Solidário à causa, o deputado pediu apoio aos demais parlamentares para que possa tramitar uma Proposta de Emenda a Constituição (PEC) com o intuito de transformar a Guarda Civil Municipal em Polícia Municipal. Segundo Moses Rodrigues, essa é uma medida que pode melhorar a segurança pública no país. Após seu pronunciamento, o deputado passou a presidir a sessão.

Última modificação em Sexta, 11 Março 2016 17:26
Avalie este item
(2 votos)

1 Comentário

  • Antônio Luiz Sabóia Alcanfor

    Fico feliz que o Senhor, Deputado, reconheça que uma instituição importante como a guarda Civil Municipal de Sobral, esteja passando por uma situação tão crítica. E como se não bastasse o descaso para com esses valorosos profissionais, hoje há uma verdadeira perseguição àqueles que não se submetem uma verdadeira chantagem política praticada pelo executivo sobralense. Mas espero, sinceramente, que logo possamos mudar essa realidade.

    postado por Antônio Luiz Sabóia Alcanfor Domingo, 13 Março 2016 10:36 Link do comentário

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.

voltar ao topo